Sinovite Crônica

Sinovite Crônica

   A sinovite crônica é uma lesão, persistente, inespecífica, da sinovial, geralmente monoarticular, com pouco ou nenhum comprometimento de osso ou cartilagem e sem evidência clara de outro processo patológico primário. Embora as culturas articulares sejam negativas, o processo pode aparecer relacionado com uma infecção em outro local.

   Uma vez que a sinovite monoarticular pode simular gota e pseudogota, o líquido articular deve ser enviado para exame de cristais, a fim de excluir estes processos patológicos.

   O tratamento inicial da sinovite crônica é conservador. Se o tratamento conservador falhar, pode ser indicada biópsia sinovial. Esta pode ser efetuada usando-se uma técnica artroscópica padrão, na qual a articulação pode ser inspecionada visualmente e os locais de biópsia escolhidos. Um edema persistente da articulação com flutuação, mas sem edema dos tecidos moles adjacentes é característico da sinovite crônica.

 

Sinovectomia

   Embora a sinovectomia na artrite reumatoide, sinovite crônica ou outras artroses (como a artrite psoriática) possa diminuir temporariamente a dor, aumento de movimento é incerto e pode ocorrer alguma perda de movimento.

   A técnica das sinovectomia de articulações especifica estão descritas na seção sobre artrite reumatoide. Sinovectomia artroscópica tem sido usada com êxito em pacientes adultos e jovens com artrite reumatoide, sinovite por sarcoide, e artropatia hemofílica. As vantagens da sinovectomia artroscópica sobre a sinovectomia aberta incluem dor pós-operatória diminuída e mobilidade articular precoce. Entretanto, a sinovectomia artroscópica é um procedimento difícil e deve ser efetuado por artroscopistas experientes.