Artrogripose Múltipla Congênita

ARTROGRIPOSE MÚLTIPLA CONGÊNITA

   Artrogripose múltipla congênita, ou contraturas múltiplas congênitas, é uma síndrome não-progressiva caracterizada por articulações deformadas e rígidas; atrofia ou ausência de músculos ou grupos de músculos; membros acometidos cilíndricos, fusiformes ou cuneiformes e com menos pregas cutâneas e tecido subcutâneo; contratura das cápsulas articulares e dos tecidos periarticulares; luxação das articulações, especialmente dos quadris e joelhos; sensibilidade e inteligência normais.A incidência de artrogripose é de 1 por 3.000 nascimentos vivos.

   As deformidades mais comuns do membro inferior são pé torto rígido e contraturas fixas dos joelhos por flexão ou extensão. Os principais problemas no membro superior geralmente são ombros rígidos, aduzidos e girados medialmente; contraturas do cotovelo; deformidades fixas graves e contraturas de articulações metcarpofalângicas e interfalângicas.

   O exame clínico é a melhor modalidade para o estabelecimento do diagnostico. Os exames radiográficos avaliam a integridade do sistema esquelético, sobretudo na presença ou ausência de quadris ou joelhos luxados, escoliose e outras anomalias.

   O tratamento deve concentrar-se em obter a máxima função, elaborar um programa de exercícios de alongamento passivo para cada articulação contraída, que deve ser seguido por uso de talas seriado com talas termoplásticas feitas sob medida. Lembrando que poderá haver recidiva da deformidade.